À Flor da Pele

(Maurício Tapajós / Clara Nunes / Paulo César Pinheiro)

WARNER/CHAPPELL | BRVSO1300007

 

Não sei como

Ou quando começou
Só sei que me alucina
Me perdi do fio condutor
Do amor que me domina
E você me usa a seu favor
Igual mulher de esquina
E me leva embora traidor
Assim que se termina

Mas se você quer eu logo vou
Sabendo da rotina
Despencamos sobre o cobertor
Devasso e libertina
Me diz coisas feias e de amor
À luz da lamparina
Me devora o corpo sedutor
Igual fera assassina

E você me arrasta nessa dor
Que aos poucos me arruína
Ando já com meus nervos à flor

Da pele já morfina
Tenho olheiras fundas e palor

De álcool e nicotina
Minhas noites, durmo com pavor
À base de aspirina

Sei que estou secando ao seu dispor
Sei que estou ficando sem valor
Sei que você vai sumir e eu vou,

Vou cumprir minha sina