Saudade

(Sérgio Cassiano)

Não tenho mais a saudade
não sinto mais essa dor
meu coração hoje mora
na casa de um vencedor
onde se habita beleza
não chora flor

Em solo firme e sentimento
construí feliz morada
na base em pedra erguí tijolo
qual liga em aço fiz cimento
pra não seguir no sofrimento
instruí minha jornada
nem fiz na areia como um tolo
abrigo frágil pro tormento

Nem vendaval, nem tempestade
vão abalar ou sequer incomodar
onde alegria fez um lar
sempre em festa, como esta
e hoje, pra comemorar
o doce enterro da saudade